(Last Updated On: 05/06/2017)

A Pirroloquinolina quinona (PQQ) é uma vitamina do complexo B, com ação antioxidante muito mais potente que a vitamina C, que neutraliza os radicais livres superóxidos e os hidróxilos. Foi descoberta em 1979 por pesquisadores japoneses, em Tóquio. A melhor fonte de PQQ é o “natto”, um prato japonês picante feito de soja fermentada. Veja aqui alimentos ricos em PQQ.

Possui propriedades vitamínicas e antioxidantes, associadas a funções de reparação cognitiva (intelectual), com importante papel no processo de envelhecimento, proteção das células nervosas e na estimulação natural dos níveis energéticos ligados à concentração e ao desempenho.

As mitocôndrias são as centrais energéticas das células. Células dos indivíduos jovens contêm grande número de mitocôndrias – entre 2000 a 2500 por célula – que funcionam no rendimento máximo. Em idosos, as mitocôndrias são menos numerosas resultando em perda de energia, problemas cognitivos e degradação celular acelerada. Este grande déficit energético está implicado em praticamente todas as doenças degenerativas associadas ao envelhecimento.

Em 2010, pesquisadores da Universidade da Califórnia na cidade de Davis, lançaram um artigo de revisão mostrando que o papel fundamental da Pirroloquinolina quinona (PQQ) no crescimento e desenvolvimento decorre de sua capacidade única para ativar vias de sinalização diretamente envolvidas no desenvolvimento, função e metabolismo energético celular. O estudo demonstrou de modo muito significativo que a PQQ não só protege a mitocôndria do estresse oxidativo, mas promove a geração espontânea de novas mitocôndrias (biogênese mitocondrial) nas células em processo de envelhecimento. Trata-se de um antioxidante extremamente potente, até cinco mil vezes mais eficaz do que a vitamina C.

PQQ e mitocôndria

As implicações desta descoberta para a saúde e longevidade humana são muito significativas. Os únicos outros métodos conhecidos e cientificamente comprovados no estímulo da biogênese mitocondrial no envelhecimento humano são intensos exercícios aeróbicos, estrita restrição calórica e certos medicamentos.

Diversos estudos têm demonstrado o efeito neuroprotetor da PQQ sobre a memória e o processo de raciocínio (cognição) no envelhecimento de animais experimentais e seres humanos. Ohwada e colaboradores em 2008, demonstraram que a PQQ reverte o comprometimento da cognição causado pelo estresse oxidativo crônico em modelos animais e melhora o desempenho em testes de memória. A suplementação de PQQ estimula a produção e liberação de fatores de crescimento de nervos nas células que sustentam os neurônios no cérebro, denominadas células neurogliais, um possível mecanismo para a melhoria da função da memória produzida em seres humanos e ratos senescentes.

Em um artigo publicado na Science, ratos alimentados com uma dieta desprovida de pirroloquinolina quinona (PQQ) cresceram deficientemente, não conseguiram se reproduzir, e desenvolveram osteoartrite. Além disso, os ratos mais severamente afetados tinham pele facilmente fragmentável, por problemas no colágeno. A identificação dos defeitos funcionais no tecido conjuntivo e do retardo do crescimento associados com privação PQQ, sugerem que PQQ desempenha um papel fundamental como fator de crescimento ou vitamina, afirmam os autores.

De acordo com o artigo publicado no Biological & Pharmaceutical Bulletin pelo Dr. Nunome e colaboradores em 2008, a PQQ demonstrou atividade contra a auto-oxidação da proteína DJ-1, também chamada “Proteína 7 da doença de Parkinson”, uma proteína sinalizadora celular, que desempenha funções na fertilização, na promoção do crescimento e transformação celular e atenua o estresse oxidativo nos neurônios.

Outro estudo realizado pelo Dr. Aizenman e colaboradores (1992) publicado no Journal of Neuroscience demonstrou que a PQQ protege os neurônios, modulando as propriedades do receptor de N -metil-D-aspartato (NMDA), reduzindo assim a excitotoxicidade, uma consequência prejudicial da superestimulação de longo prazo dos neurônios, que está associada à muitas doenças neurodegenerativas, demonstrando assim proteção na fase inicial do aparecimento de algumas formas da doença de Parkinson.

É o único nutriente capaz de gerar novas mitocôndrias (até 20% a mais) nas células existentes, incluindo nas células senescentes. Garante por si só a proteção do DNA mitocondrial, o mais vulnerável e o mais exposto ao estresse oxidativo.

 Também foi demonstrado um sinergismo antioxidante na utilização da PQQ com dois nutrientes otimizadores da função mitocondrial e cerebral , o Ácido R-Lipóico e a Acetil L-carnitina.

O ácido R-lipóico é cofator essencial de quatro enzimas mitocondriais complexas. É ainda responsável por estimular a biossíntese de uma enzima que neutraliza um dos radicais livres mais agressivos para a pele, o radical peróxido, transformando-o em água. A acetil L-carnitina ou ALC (como também é conhecida) é uma forma específica de carnitina que para além de ser mais eficiente que a carnitina normal, tem ainda a particularidade de otimizar a função cerebral. A acetil L-carnitina protege o cérebro, retardando o seu envelhecimento, melhora a memória através de um aumento da capacidade de concentração e ainda protege e trata demência senil.

Considera-se atualmente que a utilização concomitante da coenzima Q10 (CoQ10) ou Ubiquinona, permite melhorar significativamente os benefícios derivados do uso de PQQ. O que não é de se espantar, dado o importante papel da CoQ10 na função mitocondrial da respiração celular e aumentar a produção de trifosfato de adenosina (ATP).

Para saber mais: http://www.youtube.com/watch?v=md6JdC98dTU&list=PLB5C29CC1DED6AC8B

L  Carnitina, Coenzima Q10, Pirroloquinolino e Acido Alfa Lipóico podem seu usados na forma oral, sub lingual, intra muscular e endovenosas

Estudos recentes demonstram melhores desempenhos cardiovasculares e cognitivos quando os dois nutrientes – PQQ e CoQ10 – são associados do que quando são tomados em separado. Não se trata de uma surpresa, dado que o coração e o cérebro são de longe os dois órgãos que consomem a maior quantidade de energia.

Em um estudo de Zhu e colaboradores em 2004, publicado na Cardiovascular Drugs and Therapy, a administração PQQ reduz o tamanho das áreas danificadas em modelos animais de ataque cardíaco agudo (enfarte do miocárdio). Significativamente, isso ocorre independentemente do fato da PQQ ser administrada antes ou após o evento isquêmico próprio, sugerindo que a administração durante as primeiras horas da resposta médica pode oferecer benefícios a vítimas de ataque cardíaco.

Outro estudo japonês realizado em 2007 mostrou que a PQQ, tomada diariamente, melhorava a memória, a atenção e as funções cognitivas; os desempenhos do grupo que tomou o suplemento de PQQ foram duas vezes superiores aos do grupo que tomou o placebo. A tomada conjugada de CoQ10 amplificou ainda os desempenhos nos testes de memória.

Portanto os estudos concluem que a PQQ e a CoQ10, tomadas simultaneamente, melhoram o estado antioxidante e a saúde mitocondrial por mecanismos complementares. Proporcionam também um apoio multiforme às funções cardiovasculares e cerebrais. Melhoram o estado mental e a qualidade de vida dos pacientes idosos e podem ser utilizadas para abrandar ou prevenir o declínio cognitivo dos indivíduos de meia idade. É importante salientar, que apesar dos benefícios comprovados cientificamente, a utilização de tais substâncias deve ser feita sob orientação e supervisão de um médico especialista.

Fontes:

  • Chowanadisai, W; Bauerly, KA; Tchaparian, E; Wong, A; Cortopassi, GA; Rucker, RB (2010 Jan). “Pyrroloquinoline quinone stimulates mitochondrial biogenesis through cAMP response element-binding protein phosphorylation and increased PGC-1alpha expression”. Journal of Biological Chemistry 285 (1): 142–52.
  • Murase, K; Hattori, A; Kohno, M; Hayashi, K (1993). “Stimulation of nerve growth factor synthesis/secretion in mouse astroglial cells by coenzymes”. Biochemistry and molecular biology international 30 (4): 615–21
  • Takatsu, H; Owada, K; Abe, K; Nakano, M; Urano, S (2009). “Effect of vitamin E on learning and memory deficit in aged rats”. Journal of nutritional science and vitaminology 55 (5): 389–93
  • “Effect of pyrroloquinoline quinone (PQQ) on mental status of middle-aged and elderly persons”. Food Style 21 13 (7): 50–52. 2009.
  • Nakano M, Ubukata K, Yamamoto T, Yamaguchi H. Effect of Pyrroloquinoline Quinone (PQQ) on Mental Status of Middle-Aged and Elderly Persons.
  • Scanlon J M; Aizenman E; Reynolds I J. Effects of pyrroloquinoline quinone on glutamateinduced production of reactive oxygen species in neurons. European journal of pharmacology 1997;326(1):67-74
  • Zhang Y, Rosenberg PA. The essential nutrient pyrroloquinoline quinone may act as a neuroprotectant by suppressing peroxynitrite formation. Eur. J Neorosci, 16: 1015-1024, 2002.
  • Li G, Jack CR, Yang XF, Yang ES. Diet supplement CoQ10 delays brain atrophy in aged transgenic mice with mutations in the amyloid precursor protein: an in vivo volume MRI study. Biofactors. 2008;32(1-4):169-78
  • Liu J. The effects and mechanisms of mitochondrial nutrient alpha-lipoic acid on improving ageassociated mitochondrial and cognitive dysfunction: an overview. Neurochem Res. 2008
  • Jan;33(1):194-203.
  • McDonald SR, Sohal RS, Forster MJ. Concurrent administration of coenzyme Q10 and alphatocopherol improves learning in aged mice. Free Radic Biol Med. 2005 Mar 15;38(6):729-36.
  • Ishrat T, Khan MB, Hoda MN, Yousuf S, Ahmad M, Ansari MA, Ahmad AS, Islam F. Coenzyme Q10 modulates cognitive impairment against intracerebroventricular injection of streptozotocin in rats. Behav Brain Res. 2006 Jul 15;171(1):9-16.
  • http://www.medicinacomplementar.com.br/biblioteca/pdfs/Fitoterapia/fi-0392.pdf

Dr. Roberto no Instagram

Visualize as dicas e informações para uma vida mais saudável direto no Instagram


Acessar

Dr. Roberto no Facebook

Dr. Roberto Franco do Amaral Neto
Dr. Roberto Franco do Amaral Neto
Médico CRM: 111370

107 Comentários

  1. LUCIANO disse:

    EM QUE ALIMENTO ENCONTRAMOS ESSA VITAMINA PQQ? OBRIGADO

  2. odete alves disse:

    boa noite dr roberto,gostaria de saber se qualquer pessoa pode tomar pqq obrigada

  3. João Paulo disse:

    Gostaria de saber quanto tempo tem média esse medicamento retarda o cabelo branco. Por exemplo, se eu levasse uns 10 anos pra ficar com a barba e os cabelos bem brancos naturalmente quanto tempo eu levaria com o pqq ?

  4. Elizabete Gonzaga disse:

    Boa tarde Dr, como deve ser tomado? Pode ser manipulado? Que especialidade de médico deve receitar este produto?

    Obrigada

  5. Vera Freire disse:

    Dr Roberto!!, gostaria de saber se apirroloquinona quinona, é boa para melhorar a memória.
    Att Vera Freire

  6. Fabrício disse:

    Estou sendo acompanhado a 5 meses por uma endocrino, e nesse retorno ela prescreveu PQQ com a finalidade de ganho de massa magra, eu malho e sou magro e pretendo ganhar uns kg. O Sr acha que esterei um bom resultado caso tome corretamente como prescrito?

  7. ivan disse:

    Gostaria de saber, nesses estudos por quanto tempo foi administrada a PQQ para aparecer os resultados?

  8. Lucimar disse:

    Por favor qual a quantidade diária?

  9. Marco Antonio Vieira disse:

    Dr. Roberto: Sou advogado atuante e tenho 72 anos e estou muito bem de saúde. Gostaria de saber se posso tomar a pirroloquinolina e o COQ10 e, qual a dosagem ideal diária. Obrigado. Marco

  10. César disse:

    Dr. Roberto, gostaria de saber se existêm estudos importantes avaliando o uso de PQQ em seres humanos em longo prazo para saber se não foi detectado nenhum efeito colateral. Desde ja agradeço a atenção.

  11. Anna disse:

    Olá Dr.
    Estou fazendo uma pesquisa em artigos, mas estou tendo dificuldade em encontrar quais são os alimentos fonte da PQQ.
    Em um vídeo o Dr. Lair Ribeiro afirma que as únicas fontes são leite materno e a gema do ovo, diferente do que está no seu artigo. O que você acha sobre isso ?
    E me causa muita estranheza um antioxidante tão potente estar presente em salsicha.
    Obrigada

  12. Anna disse:

    me perdoe, agora li corretamente! Salsinha! desculpe!

  13. Maria Monteiro disse:

    Por favor , Se eu quiser retardar os cabelos brancos , devo tomar o pqq continuamente ou apenas por um período ?

  14. andre disse:

    gostaria de saber se existe alguma contra indicação do uso do pqq. Estou há aproximadamente 1 ano junto com a coenzima q10 e me sinto muito bem.Posso usar como uso contínuo?

  15. ANTONIO PAULO PINHEIRO disse:

    DR. ROBERTO, PARECE-ME QUE O PQQ, ESTARIA INDICADO PARA A PREVENÇÃO DE CABELOS BRANCOS, MAS QUANDO JÁ OCORREU A DESCOLORAÇÃO, AS SUBSTANCIAS , SERIAM, A CATALASE E PSEUDOCATALASE.GOSTARIA DE SABER SE PROCEDE ESSA OBSERVAÇÃO? QUAIS SERIAM A POSOLOGIA INDICADAS?

  16. Marcia disse:

    Olá boa noite Dr Roberto Amaral. Gostaria de sabe de você .É que minha mãe tem 63 anos tem perca de memória o tempo todo sem que confunde agente como se fosse alzaime.queria sabe se eu posso fazê POQ pra manipulado pra da pra ela? Desde já agradeço .aguardo resposta

  17. Marcia disse:

    Obrigado. Então eu posso mandar fazer manipulado e dá pra ela sem medo ? Posso da a minha mãe quantas vezes por dias .É porque essas informações vai ser muito importante pra ela porque ela sofre muito em fica nessa situação de perca de memoria ela fica a sim do nada.

  18. Junny disse:

    DR. Gostaria de saber se tem alguma cotraindicacao para quem tem hipertensão ? Minha mami tem Aneurisma no cérebro e ela foi receitada para tomar esse Pqq… , porque será para o melhor fluidizacao do sangue nas artérias do cérebro.. Mas será que isso não aumenta a pressão?? Desde já, obrigada!

  19. Valéria disse:

    Dr. Roberto, minha idade é 56 anos, peso 64kg, de uma maneira geral tenho boa saúde, muito embora apresente um pouco de artrite reumatóide. Mas gostaria de saber se posso fazer uso do PQQ e do COQ10. Gostaria também de saber se eles são manipulados no mesmo produto ou se são processados separadamente. Li que a dosagem é de 10mg/dia. Essa dosagem procede pra minha idade e peso? Agradeço antecipadamente o seu retorno e parabéns pela explanação desses nutrientes.

  20. Gilda disse:

    Minha mãe teve AVC e, felizmente, não teve quase nenhuma sequela. Ela tem problema cardíaco. Devido as duas situações ingere inúmeros medicamentos. Apesar do AVC ela pode tomar PQQ?

  21. Maria Cristina Machado disse:

    Dr. Roberto, tenho Ic 26 de diastole, devido quimio, minhas plaquetas estão aumentando, tomo Hydrea, remd coração e Coq10, tive convulsão e minhad unhas estão ficando azuladas, talvez pela falta de oxigenação. O Pqq irá me ajudar qto a fortalecer o coraçao? Ou minha última alternativa é o transplante?
    Obrigada.

  22. Vanuza disse:

    Eu tenho enxaqueca com aura e fiz uso de pqq e Q10. Tive crises uma a traz da outra. E um perigo, aconselho não tomar. Tenha muito cuidado.

    • Efeitos colaterais podem acontecer com qq um, faço uso injetável há anos de ambas substancias e não tenho qualquer problema, assim como inúmeros pacientes mas sempre bom saber

  23. José Edson Silva disse:

    O PQQ não tem também a forma em cápsula manipulada, para a dose de 10mg?

  24. VERIDIANA BARBOSA DA SILVA disse:

    COMECEI A TOMAR COQ10 50MG PARA AMENIZAR OS SINTOMAS DA FIBROMIALGIA E EM UM MÊS JÁ VI RESULTADOS,POIS SENTIA MUITAS CÓLICAS MENSTRUAIS,DORES DE CABEÇA FORTISSÍMAS,UMA FADIGA ENORME E POSSO DIZER QUE MELHOREI 70%. DEPOIS DE DOIS MESES DE USO PASSEI A TOMAR 100MG JUNTO AO PQQ DE 10MG PARA A PREVENÇÃO DE CABELOS BRANCOS,POIS TENHO 34 ANOS E JÁ POSSUO BASTANTES CABELOS BRANCOS.ASSIM COMO O COQ10 FEZ EFEITOS,ESPERO O MESMO DO PQQ.
    OBS.: ESTOU TOMANDO SEM TER CONSULTADO O MÉDICO,SERÁ QUE TEM PROBLEMAS??

  25. Niceia Dantas Lyra disse:

    Dr meu marido tem pelagra ha um ano, ele fez uso da tiamina , levedo de cerveja, supradi e b1. mas ate agora continua com confusão mental, pesquisando encontrei essas, eu vou dar por minha conta e risco, explique para mim , como funciona essa vitamina , ja vi que não efeitos colaterais , mesmo pq ele ele não tem nenhuma outra doença
    Por favor me responda estou desesperada
    não que ache que será um milagre, mas que tenha certeza que tentei
    um abraço
    Niceia Lyra

  26. gilberto reis disse:

    Sou fã da medicina orto molecular.
    O sr é um dos expoentes, por isto gostaria de receber novidades do blog do dr Roberto. Muito obrigado.

  27. Ana Mendes disse:

    Dr. Meu filho tem 11 anos e já possui cabelos brancos, ñ tem doença alguma. Apartir de qual idade pode ser administrado o PQQ? Obrigada e adoro acompanhar seu site.

  28. Denival Galdino disse:

    Ola, tenho 43 e pretendo cuidar melhor da minha saude, agardo dicas para um envelhecimento saudavel, obrigado.

  29. young ju kwon disse:

    Gostaria de receber novidades do Dr.Boberto

  30. Renato Tadeu Isidoro disse:

    Muito obrigado por poder receber novidades de avanço da medicina através de novas pesquisas e estudos e publicações atuais

  31. Eliana Shebabo disse:

    Fico ageadecida, lendo suas respostas as perguntas me sanou varias duvidas.

  32. Heverly Jane Ando disse:

    Gostei muito de você.

  33. Heverly Jane Ando disse:

    Suas explicações são claras e seguras. Gostei muito.

  34. Ednei Gonzaga de Camargo disse:

    parabéns Dr pela atenção que dá as pessoas. …será que esta vitamina não seria melhor sublingual, juntamente com q10, acetil l carnitina sublingual e magnésio dimalato ou magnésio treonato? também acho interessante as ervas aromáticas, já que salsinha fornece pqq e orégano ácido oxaloacético.

  35. Angelina disse:

    Bom dia! Dr. Roberto, minha médica prescreveu apenas 5 mg de Pqq 1 vez por dia, mas em todos os sites vejo a dosagem de 10 mg… será q fará efeito mesmo assim?

  36. Ângela Castro disse:

    Muito bom o seu site. Parabéns!

  37. Renata Druzian disse:

    Gostaria de saber se a Q10 e a PQQ são boas pra melhorar a qualidade dos ovulos. Manipule a Q10 de 100mg para tomar 2x ao dia mais a PQQ não encontro para manipular.

  38. Elisfelete José da Cruz disse:

    Dr a partir de que idade pode começar a tomar pqq

  39. Maria de Nazaré Carlos de sousa disse:

    Amei os seus comentários. Aqui no Piaui, só existe dois médicos Ortomolecular.Leio tudo que tardia o envelhecimento,O meu espirito está no corpo errado,tenho 55 anos e não consigo sentir essa idade.Vou exemplificar a minha situação,em um determinado lugar tem dois grupos de pessoas:Um de jovens jogando vôlei, e o outro de senhoras da minha idade conversando, eu vou estar feliz da vida jogando vôlei com a minha turma.

  40. MARIA CRISTINA disse:

    Gostaria de saber mais sobre a Q10 e a PQQ

  41. Vanderlea disse:

    Dr. Roberto,
    Minha mãe tem 67 anos e está com demência não diagnosticada até o momento, está com perda de memória recente , perguntacao constante e repetições do mesmo assunto, e tem alucinações, posso manipular PQQ + CQ10?

  42. Lilia disse:

    Olá Dr. Roberto,estou amamentando meu bebê está com 1 ano e 5 meses,posso tomar a Pqq?

  43. Alcedina Leal disse:

    Gostei das informações.

  44. Tânia Reis disse:

    Achei o máximo você responder ao seu público. Muito raro um médico fazer isso. As vives, em geral, têm outros propósitos. Parabéns que O Universo lhe conceda cada vez mais sabedoria.
    Muita Luz

  45. Tânia Reis disse:

    Dr. Roberto,
    Quero tomar PQQ mas como sei que o natto é a principal fonte e sei que não posso comer natto porque tenho plaquetas muito baixas, o PQQ no meu caso também estaria contra indicado?
    Muito obrigada

  46. Danilo disse:

    Dr. Roberto , boa noite
    Tenho 39 anos de idade e já estou com bastante cabelos brancos.
    O Pqq poderia reverter isso ? Ou algum outro medicamento ?
    Grato desde já.

  47. Tenho hipotireoidismo.. a PQQ pode me ajudar? E a PQQ engorda? Obrigada DR

  48. Cleusa Regina Romeiro disse:

    Faço tratamento com um médico nutrólogo desde abril, tomo varios suplementos diários, inclusive Pqq e coenzima q10, sendo q pqq tomo em sua clínica de 15/15 dias , forma injetável. Tenho 55 anos, estava me sentindo muito mal, dores de cabeça todo dia e tinha uma veia entupida do coração,e ondas de calor da menopausa. Na segunda semana de tratamento já passei a não ter mais dores de cabeça, com 10 sessões de suplementos injetáveis, fiz novos exames e não acusou mais nada em meu coração , as ondas de calor diminuíram uns 90%, ainda estou em tratamento, voltei a malhar, já emagreci, e estou me sentindo muito bem. Espero q tenha ajudado de alguma forma.

  49. Luciana Moschiar Ramos disse:

    Gostei muito das informações.

  50. Luiz disse:

    Olá Dr. Minha dúvida é a seguinte: Podemos dizer que a PQQ é superior então à Coenzima q10 no que se refere à proteção das mitocôndrias? Se é superior, por qual motivo a Mídia só destaca a Coenzima q10? (até em supermercado já comprei suplemento dela).

  51. Gostei muito das informações. Obrigada

  52. Mari Jung disse:

    Muito interessante e útil! Estou adorando o Blog.

  53. Gostava de receber o vosso blog obrigado

  54. kelli cristina la gamba dias disse:

    Dr. Tenho duas filhas uma de 20 e outra de 14 anos, a mais velha um desejo enorme de fazer medicina não por carregar um Dr. em seu nome, mais sim por amor a profissão, infelizmente para pobre aqui no Brasil é muito difícil então só passando mesmo no vestibular, embora super estudiosa vejo que tem dificuldades, posso dar para as duas PQQ e COQ10 e qual dosagem sublingual devo pedir?

  55. MARCIA MONICA CANDIDO DA SILVA disse:

    Amo esta área de Nutrição e Bioortomolecular, acho que fiz a graduação errada (Tecnóloga em radiologia Médica). Já uso CoQ10 e o Dhea, sou muito ativa e gosto de atividades físicas funcionais e ritmicas e se deu que perdi muito peso já sendo magra por natureza, de 54kg cai para 49kg. Estou esquelética rsrs. A minha disposição de energia já era alta por natureza e ficou ainda mais intensa. Desta forma parei um pouco de consumir os suplementos e preciso urgente ganhar peso. Mas sem sombra de dúvidas suplementar nos trás qualidade de vida! Quero fazer Nutrição e me especializar em ortomolecular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *