Matéria para revista especializada em corrida O2 sobre a influência dos anticoncepcionais na performance física

 

 

Foi nos anos 1960 que as pílulas anticoncepcionais chegaram ao mercado, tendo o importante papel de “libertar” a mulher sexualmente. Mas, mesmo com o aprimoramento do método contraceptivo ao longo do tempo, a ciência ainda não conseguiu criar uma pílula sem efeitos colaterais — apesar de ter conseguido diminuí-los bastante e ainda obter efeitos positivos (diminuição do inchaço, menor impacto na libido e na oleosidade da pele).

Recentemente, porém, alguns estudos têm relacionado o uso de métodos contraceptivos com alguns problemas de saúde: trombose, depressão e até queda do rendimento esportivo. Será que o preço a se pagar por essa “liberdade sexual” vale a pena? E nas mulheres corredoras, o efeito das pílulas anticoncepcionais é bom ou ruim? Entender o que ocorre no seu corpo te ajuda a se preparar para enfrentar cada uma das fases do mês e escolher o melhor método para o seu organismo — sem atrapalhar o seu rendimento nos treinos.

Continua  na revista digital  https://www.ativo.com/mulher/pilulas-anticoncepcionais-corrida/

Dr. Roberto Franco do Amaral Neto

Dr. Roberto Franco do Amaral Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidAs