O Estresse Agudo e Crônico e suas Consequências sobre as Glândulas Adrenais ( Supra Renais)

O Estresse e suas consequências sobre as glândulas adrenais

Segundo o Wikipédia o estresse (português brasileiro) ou stresse (português europeu) pode ser definido como a soma de respostas físicas e mentais causadas por determinados estímulos externos (estressores) e que permitem ao indivíduo superar determinadas exigências do meio-ambiente e o desgaste físico e mental causado por esse processo.

Tipos de estresse que estamos sujeitos:

1. Acontecimentos biográficos críticos :são acontecimentos localizáveis no tempo e no espaço,que exigem uma reestruturação profunda da situação de vida e provocam reações afetivo-emocionais de longa duração. Esse acontecimentos podem ser positivos e negativos.Exemplos são casamento, nascimento de um filho, morte súbita de uma pessoa, acidente, etc.

2. Estressores traumáticos: são um tipo especial de acontecimentos biográficos críticos que possuem uma intensidade muito grande e que ultrapassam a capacidade adaptativa do indivíduo Exemplo: sequestro.

3. Estressores cotidianos: são acontecimentos desgastantes do dia-a-dia, que interferem no bem-estar do indivíduo e que veem essas experiencias como ameaçadoras, magoantes, frustrantes ou como perdas. Exemplos são problemas com o peso ou com a aparência, problemas de saúde de parentes próximos que exigem cuidados, aborrecimentos com acontecimentos diários (cuidados com a casa, aumento de preços, preocupações financeiras, etc.)

4. Estressores crônicos: são situações ou condições que se extendem por um período relativamente longo e trazem consigo experiências repetidas e crônicas de estresse (exemplos: excesso de trabalho, desemprego, etc.) e situações pontuais (ou seja com começo e fim definidos) que trazem consigo consequências duradouras (Exemplo: estresse causado por problemas decorrentes do divórcio).

Toda ação merece uma reação

A forma como cada indivíduo reage externamente a situações estressantes é determinada quando ainda estamos na barriga de nossas mães. Ao longo da vida percebemos que reagir de forma adequada a um evento estressante é imprescindível para a sobrevivência e mais ainda para a convivência harmoniosa. Algumas pessoas reagem de forma mais intensa por simplesmente serem desta forma, e daí, caso queiram ajuda, a melhor solução seria a psicoterapia na tentativa de buscar uma causa. Já outras, com o passar dos anos,vão se tornando intolerantes ao estresse e isto acaba prejudicando seu relacionamentos familiares, sociais, amorosos e até no trabalho.

A forma com nosso organismo reage quimicamente também é individual, mas apenas na intensidade e na duração de cada fase. A sequência de eventos hormonais que ocorre em nosso organismo é similar na maioria das vezes.

Reação de alarme: a glândula hipófise secreta maior quantidade do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) que age sobre as glândulas supra-renais. Estas passam a secretar mais hormônios glicocorticóides, como o cortisol. Este por sua vez inibe a síntese proteica e aumenta a quebra de proteínas nos músculos, ossos e nos tecidos linfáticos. Todo esse processo provoca um aumento do nível de aminoácidos no sangue, que servem ao fígado para a produção de glicose, aumentando assim o nível de açúcar no sangue.Essa fase é denominada estresse adrenal agudo.

Estágio de resistência: é o começo da falência parcial da supra renal.Muitas vezes os níveis de cortisol estão normais mas o indivíduo já é apresenta sintomas de Fadiga Crônica, é uma fase de transição .

Estágio de esgotamento: não cessando a fonte de estresse, as glândulas supra-renais se esgotam parcialmente e passam a produzir menos cortisol do que deveriam. Denomina -se: estresse adrenal crônico que pode cursar com cansaço persistente. Leia mais sobre isso no post sobre Síndrome da Fadiga Crônica

Esta sequência leva a um desequilíbrio hormonal que muitas vezes fica difícil o tratamento apenas com psicoterapia e melhora dos hábitos de vida. Em alguns casos, o tratamento medicamentoso e / ou hormonal pode ser necessário

Como perceberam, idosos, adultos, jovens e crianças estão sujeitos a eventos estressantes e merecem se reequilibrar hormonalmente independente da idade em que estiverem, tendo em vista que tal desarmonia pode trazer consequências para a saúde e qualidade de vida

 

Dr. Roberto Franco do Amaral Neto

Dr. Roberto Franco do Amaral Neto

4 respostas

  1. Boa tarde dr! O uso contínuo de medicamentos broncodilatadores com concentração de cortisol (Symbicort 200) também ocasiona esses efeitos? Existe alguma forma para controle nesse caso?
    Li sobre uma pesquisa que usava Vitamina C para regular as taxas, procede?

    Muito obrigada!
    Bruna Riserio

  2. Bom Dia Dr. Fiz uma bateria de exame e meus resultados de ACTH foi: 5,7 pg/ml e cortisol ficou em 11.
    gostaria de saber se tenho problemas adrenais, achei o ACTH bem próximo do limítrofe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidAs

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Posts recentes

Me siga

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp