(Last Updated On: 01/02/2018)

TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL ou TPM

Síndrome da tensão pré-menstrual (TPM) é, de longe, a queixa mais comum entre mulheres que ainda não chegaram à menopausa. Estima-se que a TPM ocorra de forma severa em 2,5 a 5 por cento, e de forma mais branda em cerca de 33 por cento das mulheres. A TPM foi descrita pela primeira vez em 1931 como “um estado de tensão insuportável”, uma descrição que pode ser bem entendida pela maioria das mulheres. Algumas já têm TPM a partir da época em que começam a menstruar, mas para a maioria o problema se inicia em meados dos 30 anos de idade e vai ficando cada vez pior como o passar do tempo. Embora seja possível enumerar dezenas de sintomas para a TPM, os mais comuns são:

Em mulheres com TPM violenta, a irritabilidade e as mudanças de humor podem transformar-se em verdadeiras explosões de cólera e raiva. Por definição, os sintomas da TPM ocorrem nas duas semanas que precedem a menstruação, mas às vezes podem continuar por alguns dias durante o período menstrual. Mas a TPM é um problema composto de muitos fatores, que precisam ser tratados tanto no nível físico quanto no âmbito emocional. A mais provável causa de TPM é uma deficiência de progesterona com excesso de estrogênio pois muitos sintomas da TPM são correlatos aos sintomas da predominância estrogênica – principalmente a retenção de líquidos, seios inchados, dores de cabeça, alterações no humor, perda da libido e padrões insatisfatórios de sono. Essa progesterona que deveria subir na segunda metade do ciclo menstrual, não sobe e os estrogênios acabam predominando nesta fase, e levando a todos os sintomas descritos Então porque não repor progesterona nesta fase do ciclo em mulheres muito sintomáticas? Portanto a causa da TPM é orgânica e tem uma causa base. Porque então não tratar a causa base ao contrário de usar antidepressivos e tranquilizantes

Níveis normais de progesterona não significam que a suplementação não seja necessária. É bom frisar que um exame de sangue hormonal não retrata com exatidão o que está ocorrendo na vida daquela mulher. O que ela sente nesta desagradável fase tem que ser muito mais valorizado do que um exame de sangue. Nós médicos devemos tratar pacientes e não uma folha de exames e infelizmente, muitos médicos estão esquecendo-se de fazer isto. Tem um famoso bordão da clínica médica que cabe muito bem aqui: “A clínica é soberana”. Talvez esta situação esteja ocorrendo porque os convênios médicos obrigaram alguns médicos à atender com tanta rapidez que muitas vezes não tem como conversar com o paciente o tempo necessário. 

 

Alguns podem pensar que seja um absurdo suplementar progesterona com níveis laboratoriais “normais” mas com certeza os mesmos se esquecem que mulheres em uso anticoncepcionais HORMONAIS muitas vezes nem tem seus níveis hormonais checados.

Entenda melhor o que pode levar a predominância estrogênica

  1. Agentes tóxicos: o mundo moderno colocou em contato com as pessoas uma quantia incerta de substâncias que se comportam como hormônios fracos, denominados de xenoestrogênios. A maioria dessas substâncias vem de produtos derivados da indústria petroquímica. Os plásticos, por conterem bisfenol A, ocupam o primeiro lugar nessa lista pela continuidade de nossa exposição a eles. Também são importantes os pesticidas e agrotóxicos em geral.
  2. Hormônios utilizados na criação de animais, especialmente o gado confinado e as aves de granja de escala industrial.
  3. Utilização de substâncias estrogênicas para fins médicos, pílulas anticoncepcionais e medicamentos de reposição hormonal à base de etinil estradiol e assemelhados.
  4. Equívocos alimentares, principalmente o uso de açúcar, farináceos não integrais, e os carboidratos em excesso de modo geral
  5. Fitoestrogênios impróprios para o consumo humano, principalmente as isoflavonas da soja, naqueles derivados não fermentados, ou seja: aqueles mais utilizados na sociedade de consumo, leite de soja, fórmulas infantis com soja, lecitina de soja, carne de soja etc… (o processo de fermentação transforma a genisitina em genisteína, além de reduzir a ação dos anti-nutrientes ácido fítico e inibidores da tripsina – exemplos: tofu e missô)
  6. Obesidade: células de gordura produzem aromatase que convertem androgênios em mais estrogênios

Interferência da predominância na saúde da mulher

  • Síndrome de ovários policísticos – onde temos um conjunto de sintomas relacionados à ausência de ciclos ovulatórios, acnes e espinhas, principalmente na face, cólicas no fluxo menstrual entre outros sintomas.Tratamento: progesterona bioidêntica transdérmica.
  • Síndrome dos transtornos relacionados com o fluxo menstrual – a denominação TPM é demasiadamente imprecisa e não deveria ser utilizada, pois leva a um entendimento equivocado e perverso de que a menstruação é a causa de problemas na saúde feminina. Na verdade a menstruação é apenas um marco do processo fisiológico natural. Os sintomas ao redor do fluxo são originados de um processo de desequilíbrio de forças hormonais que favorecem às oscilações de humor, dores de cabeça, cólicas etc.Tratamento: progesterona natural
  • Miomas – o crescimento anormal de massas de tecido muscular no corpo do útero, que geralmente se manifesta em torno de dez anos antes do climatério, já é uma expressão da predominância estrogênica que precisa ser reparada a tempo de evitar problemas potencialmente mais graves.Tratamento: progesterona natural
  • Endometriose – é um quadro de intenso desconforto abdominal, originado pela presença de ilhotas de mucosa do endométrio (a camada interna do útero) junto a porções internas do abdômen, muitas vezes presas aos ovários, trompas, e no peritônio (membrana que cobre todos os órgãos do abdômen). É causa comum de infertilidade, e está cada vez mais comum.Tratamento: progesterona natural
  • Câncer – o câncer de mama é o pior de todos os quadros possíveis de um desequilíbrio hormonal do tipo predominância estrogênico. Os estudos mais sérios acusam o estradiol e seus assemelhados industriais (etinil estradiol, o mais comum) como o grande causador de câncer de mama, e também de endométrio.Tratamento preventivo: progesterona natural em mulheres com sinais de hipestrogenismo.

Um dos equívocos dos médicos que tentam tratar a TPM com progesterona é pensar que progestina sintética é a mesma coisa que progesterona. Dar progestinas a uma mulher com TPM é o mesmo que jogar gasolina no fogo – para a maioria das mulheres, isso só vai tornar os sintomas dramaticamente piores. Progesterona se chama progesterona (é redundante mas parece que tem gente que não consegue entender de outra forma) e tem ações contrárias da maioria do progestogenios comercializados como por exemplo o levorgestrel. Para terem ideia, enquanto o levorgestrel é usado em como pílula do dia seguinte, progesterona é usada em clínicas de fertilização para ajudar numa gestação saudável. Portanto, tem ações contrárias

O Que Fazer?

  1. Corrigir a predominância estrogênica (excesso de estrógenos) através da progesterona natural.
  2. Eliminar fontes de estrógenos com soja não fermentada, bisfenol A , anticoncepcional hormonal ( todos bloqueiam progesterona mesmo os feitos com progetôgenios)
  3. Corrigir os altos níveis de cortisol com exercícios moderados, atividades que causem bem estar
  4. Tomar diariamente suplementos multivitamínicos e multiminerais conforme indicação de profissional de saúde, contendo:
    • 5 hifroxitriptofano para aumentar serotonina e diminuir a irritabilidade e compulsão por doce
    • L Teanina – para aumentar GABA e e diminuir a irritabilidade e compulsão por doce
    • Complexo B principalmente B6 ( Piridoxal 5 Fosfato)
    • Vitamina C – efeito antioxidante
    • Magnésio – miorrelaxante – sempre associar com a vit B6 para potencializar resultados
    • Vitamina E em forma de mix de tocoferóis: efeito antioxidante
    • Ômega 3 , óleo de Borragem, Prímula, Linhaça e Gergelim – ação antiinflamatória
    • Vitamina D – efeito antiinflamatório
    • Indol 3 Carbinol e Diindolmetado os quais regulam os níveis de estrógenos no organismo
  5. Seguir uma dieta a base de comida de verdade, sem industrializado, alimentos o mais próximo possível ao estado natural que a natureza nos oferece
  6. Comer peixes ricos em ômega 3 todos os dias
  7. Fazer  exercícios físicos diariamente.

O Que Evitar:

  • Pílulas anticoncepcionais.
  • Terapia hormonal que use apenas estrogênio.
  • Açúcar e carboidratos refinados.
  • Gorduras hidrogenadas (margarinas) ou gorduras e óleos insaturados.
  • Todos os tipos de pesticidas.
  • O estresse crônico

Nesse contexto, vale a pena comparar os efeitos fisiológicos do estrogênio e da progesterona:

Efeitos do estrogênio Efeitos da progesterona
cria um endométrio proliferativo mantém um endométrio secretor
causa estimulação dos seios protege contra o seio fibrocístico
aumenta a gordura corpórea auxilia no uso da gordura como energia
retenção de sal e de líquidos diurético natural
depressão e dores de cabeça antidepressivo natural
interfere nos hormônios da tireoide facilita a ação dos hormônios da tireoide
aumenta os coágulos no sangue normaliza a coagulação sanguínea
diminui a libido restaura a libido
enfraquece o controle do açúcar no sangue normaliza os níveis de açúcar no sangue
perda de zinco de retenção de cobre normaliza os níveis de zinco e de cobre
reduz o nível de oxigênio em todas as células restaura a nível adequado o oxigênio celular
aumenta os riscos de câncer do endométrio evita o câncer endométrico
aumenta riscos de câncer da mama ajuda a prevenir o câncer da mama
restringe um pouco a função dos osteoclastos estimula a construção óssea pelos osteoblastos
reduz o tônus vascular restaura o tônus vascular normal
aumenta riscos de doença na vesícula biliar necessária para a sobrevivência do embrião
aumenta o risco de doenças auto-imunes precursora dos corticosteróides

Retirado do site: Mulherdeclasse.com

 

Veja abaixo, indicações da Terapia com Inibidores da Aromatase os quais diminuem os níveis de estradiol, incluindo sinais e sintomas da predominância estrogênica:

  • Câncer de mama
  • Risco aumentado de câncer de mama, hiperplasia ductal atípica, carcinoma lobular in situ, histórico familiar
  • Doença fibrocística da mama severa, dores nas mamas
  • Endometriose, miomas uterinos
  • Hemorragia uterina disfuncional
  • Obesidade abdominal, ganho de peso, resistência à insulina
  • Dores de cabeça de origem menstrual e enxaquecas
  • Síndrome Pré-menstrual, ansiedade, irritabilidade
  • Retenção de fluidos, inchaço
  • Níveis elevados de estradiol

 O lado emocional

Uma das razões porque frequentemente a TPM não responde totalmente ao tratamento com hormônios naturais, suplementos vitamínicos e minerais, dieta adequada e exercícios físicos, é que existe nela um componente emocional, o qual possui um propósito subjacente e importante na vida da mulher.

 

Referências

Uses of progesterone in clinical practice.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10338267

Sexuality and androgens in women with cyclical mood changes and pre-menstrual syndrome.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24387812

Pre-menstrual syndrome: a new concept in its pathogenesis and treatment.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14729018

Hormone therapy for reproductive depression in women.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25398672

Tensão Pré-Menstrual – Projeto Diretrizes da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia 

https://diretrizes.amb.org.br/_BibliotecaAntiga/tensao_pre_menstrual.pdf

Dr. Roberto no Instagram

Visualize as dicas e informações para uma vida mais saudável direto no Instagram


Acessar

Dr. Roberto no Facebook

Dr. Roberto Franco do Amaral Neto
Dr. Roberto Franco do Amaral Neto
Médico CRM: 111370

58 Comentários

  1. Ruth Mary disse:

    Muito bom, mas, não entendi porque as isoflavonas de soja não fazem bem se conheço várias mulheres que se sentem muito bem com isso.

  2. Moema disse:

    Como encontrar progesterona natural?

    • Pode ser manipulada ou encontrado em qualquer farmacia a qual deve ser prescrita por médico

    • Priscila disse:

      Olá Moema, a progesterona é encontrada no inhame. Consuma o suco de um inhame com 250ml de água de coco todos os dias e verá a TPM diminuir no prazo de início de resultados de 3 meses e, dependendo do contexto, alimentação saudável e exercícios pode até acabar, levando em conta o seu emocional. E de lambuja, ainda perde peso, pois ela diminui a retenção de líquidos. Tudo o descrito pelo médico acima é real. Consumo o inhame na receita que te citei, e no 3 dia, afinei, não porque perdi gordura corporal,mas pela diminuição da retenção de líquidos. E com o tempo a TPM diminuiu muito. Estou me sentindo ótima. Valeu a minha iniciativa de apostar em um tratamento natural.

  3. dr. Roberto, parabéns pelos posts… eu mencionei você num instagram meu sobre o GABA produzido pelo pâncreas…

    mas queria tirar uma dúvida ou algumas sobre a predominância estrogênica, sobre alguns sintomas… pois estou estudando o caso da minha esposa… e tem sido muito difícil… uma vez que depende de insulina, T4 e T3, intolerância a glúten e fez retirada de um ovário… e tem 38 anos..

    esta predominância causa além do que citou, queda de cabelo e resistência a insulina? além de acnes…?

    outro ponto… a predominância se dá apenas com o estradiol e estrona? o estriol reverte o efeito? e ao passar progesterona? estes em cremes?

    tem alguma dica que possa passar? Obrigado.

  4. Karen Zambrano disse:

    Bom dia, Dr. Roberto, obrigada pelo post, foi muito esclarecedor. Estou com algumas dúvidas, se puder me responder. No caso de predominância de estrogênio, os exames de sangue poderiam apresentar níveis normais de LH e valores alterados de FSH?
    Essa condição hormonal provoca irregularidades menstruais?
    Tomar pílulas combinadas, com progesterona e baixa dosagem de estrogênio, também não é uma medida efetiva?
    Alguns médicos costumam de fato não avaliar a condição da paciente, em especial para receitar pílulas anticoncepcionais, infelizmente, mesmo sendo algo tão delicado para a mulher.

  5. Wagner disse:

    digita no GOOGLE, GABA revert diabetes type 1

    um dos links resumidos é este

    http://www.medicalnewstoday.com/articles/286121.php

    foi descoberto em 2011 se não me engano, que o GABA além de neurotransmissor, também é produzido pelas células beta do pâncreas, e é o único componente que além de regenerar as células também as protege contra “auto-imunidade” .

    coloquei entre “” porque pra mim não existe auto-imunidade, uma vez que os anticorpos são feitos para reconhecer o corpo como próprio, e possuem memória fotográfica e são programados para não combater… acho mais lógico o fator patogênico, ou sujeira… uma vez limpo, fim da “autoimunidade”.

    a ex.. um contraceptivo oral… etnil-estradiol.. encaixa-se… ou seja, a célula torna-se diferente do corpo, até se tornar “agressiva” ao próprio corpo, então o corpo humano pode desenvolver uma “auto-imunidade” contra os X hormônios… para tirar a célula nova criada, a qual ele não reconhece como pertencente ao corpo, pode levar X tempo para limpar, uma vez que o fator causador foi cortado..

    creio que o mesmo serve para o glúten e tireoide… e coisas assim… no caso através da epigenética… uma vez o fator causador cortado, o corpo levará algum tempo para limpar… o único problema é… quanto antes cortar o fator causador,, melhor é a probabilidade de regeneração e recuperação…

    note-se que geralmente uma pessoa com DM 1. geralmente é mais nervosa. ansiosa… e geralmente fica a base de fitoterápicos calmantes… quando não entra no calmante em si…

    fato é que.. o GABA.. também é dependente do ácido glutâmico descarboxilase… (qual número eu não sei) mas sendo isso… tendo talvez esta influência direta no pâncreas também..

    outro ponto, o avô dos hormônios esteróides, a pregnenolona,.. apesar de ser hormônio, e precursor de esteroide… ela também tem ação regeneradora de neurônios e nem tem haver em “si” com neurônios…

    pra mim, mostra isso a capacidade recuperadora que um corpo humano tem, quando se dá as ferramentas necessárias para o trabalho…

    abraço…

  6. Andréa Faria disse:

    Olá, doutor! Iniciei tratamento para engravidar este mês e
    tomei o clomid por 5 dias e após, no 15 dia do ciclo tomei UTROGESTAN de 100. Por volta do 22 dia do ciclo o exame hormonal de progesterona estava 38.640 …acima do normal para a fase lútea. Lembrando que até o dia do exame eu havia usado 7 cápsulas do UTROGESTAN. Este medicamento aumenta dessa forma o nível de progesterona ou posso suspeitar de gravidez? Agradeço de antemão!!!!

  7. Cris disse:

    Olá dr. Roberto, boa noite, achei muito interessante o seu artigo. Minha ginecologista receitou Utrogestan para o tratamento da TPM, tenho síndrome idiopática pós-prandial e por causa dela, produzo insulina excessivamente, o que me causa sintomas de hipoglicemia, e me sinto doente sempre que vou menstruar, pois meus sintomas pioram drasticamente.
    Tomara que dê certo, me senti mais encorajada depois de ler o seu texto, obrigada!

  8. Regiane Oliveira. disse:

    Estou com predominância estrogênica e meu ginecologista me indicou tomar cerazette. É o mais indicado???

  9. VERANIZE MILAN disse:

    Boa noite ,somente uma duvida como saber numa reposicao com DHEA e progesterona se estou tendo predominancia estrogenica causada pelo dhea.GRATA

  10. kira disse:

    Dr Roberto,
    Comecei a usar um creme natural de progeterona usp comprada pelo i herb . Passei por 14 dias neste mes, mas o que senti foi uma piora em meus sintomas de predominancia estrogenica..irritacao extrema, queda de cabelo,tpm intensa.E NORMAL dar uma piorada no comeco?tenho 38 anos e nao aguento mais sofrer de tpm e queda de cabelo.Qual seria o melhor lugar para aplicacao?
    O que me chamou atencao e que o creme alem de progesterona contem algumas ervas tais como saw palmetto, lavanda e chamomila.
    Dominancia estrogenica esta relacionada a envelhecimento precoce e flacidez?
    Estou na Espanha e agradeco sua ajuda de tao longe.
    kira

  11. Flávia disse:

    Grata pelo artigo Dr Roberto! Sofro muito c os sintomas emocionais da Tpm desde os 13 anos, mas após os 30 (tenho 36) estão piorando muito! Já tomei todo tipo de medicamento: calmantes naturais e alopaticos, hormônios sintéticos, homeopatia, anticoncepcionais de várias marcas e nada diminuiu os sintomas. Passo 15 dias do mês em crise, surtada, extremamente nervosa, irritada, c uma ansiedade tão gde q chega a me dar palpitações e parece q meu coração vai parar! Não sinto dores ao menstruar, meu ciclo é normal (msm apesar de não tomar mais anticoncepcionais), meus seios não incham e nem sinto dor. Minha questão é emocional msm, sou uma pessoa normal metade do mês, e na outra metade sou um monstro… Hoje tenho consulta, e vou pedir p minha médica receitar o progesterona natural. Em quanto tempo o senhor acredita q o medicamento começa a fazer efeito, e q eu começo a melhorar?

  12. Flávia disse:

    Ah, quero ressaltar aqui q pratico exercícios diariamente, e minha alimentação é saudável. Tbm realizei vários tipos de terapias holísticas e tbm terapias c psicólogos, mas como é uma questão hormonal nada disso resolveu, pq todos tratam como depressão, mesmo q os sintomas ocorram apenas nos 15 dias q antecedem a menstruação. Se alguma mulher q estiver lendo tbm passa por isso, não aceite dizerem à vc q tem depressão, pq para qq crise de tristeza os médicos falam isso, e receitam esses antidepressivos q acabam c o nosso organismo, e claro, não resolvem o problema da Tpm, pq isso não é uma depressão.

  13. Edna disse:

    Doutor percebo que meus hormônios tem funcionado da seguinte maneira: Eu menstruo e depois da menstruação vem aquele tesao e depois tipo faltando uma semana para menstruar eu percebo que minha minha memória fica mais racional pensamento lógicos é muito rápido e fico muito mais criativa . Doutor minha dúvida é a seguinte que hormônio atua nessa época e qual deixa de atuar pois quero ficar assim pra sempre …
    Tem algum suplementos ou algo desse tipo para poder ficar assim criativa racional ?

    • Leia o post sobre nootrópicos,pode ajudar! Quando ao que acontece no seu ciclo, achei bem curioso mas não sei te responder exatamente. Tesão = testo em geral a qual tem maior liberação na ovulação e não no começo do ciclo e velocidade de reciocinio = dopamina + Gaba , talvez secundária a liberação de progesterona que realmente acontece nesta fase.

  14. Edna disse:

    Lembrando que tenho muita tensão pre mestrual .

  15. Elisangela disse:

    Bom dia Doutor! Fui a uma médica ortomolecular e ela me receitou progesterona sublingual pra me ajudar a dormir melhor. pois sofro demais com insonia, principalmente na TPM. tenho 40 anos sou extremamente ativa. faço atividade física todos os dias, uma alimentação saudável porem mta tpm e insonia que acaba comigo. Será que vai me ajudar? ela não alterara meu ciclo menstrual?

    • Pode ajudar sim, em geral nao altera pois aos 40 anos a progesterona ja tende a estar mais baixa mesmo.

      • Elisangela disse:

        Obrigado aliviada e feliz rs.
        Sei que você também fez parte do grupo de médicos pós graduados com Dr Lair Ribeiro a qual sou fã. Os médicos convencionais e a industria estão odiando vcs por estarem desmitificando muitos mitos da medicina. Nós pacientes/clientes estamos buscando cada vez mais nos informar. A médica ortomolecular a qual fui também fez parte da pós com Dr lair, e foi o que despertou meu interesse em buscá-la. Espero que ela tenha sugado ao máximo e seja um divisor de águas para mim, pois já rodei em vários profissionais e sem sucesso. Só querem passar estatinas pra baixar colesterol e antidepressivo pra Tpm e indutor do sono pra insõnia. De repente vc a conhece Dra Jacqueline Serra. Como vc é longe Sp fica difícil, ela é do Rio. Mas Agradecemos a ajuda e orientações por este canal.

  16. Aline caldas disse:

    Interessante a matéria. Estive na ginecologista comentei sobre os sintomas que tenho no periodo de 15 dias que antecedem a menstruação. Pedi a ela exame de dosagem hirmonal progesterona e outros e ela só fez me passar um remedio ansiolitico e um remedio natural para controle da ansiedade tbm. Posso fazer particular esse exame? Em caso de suplementar minhammédica disse que nnão ha necessidade. Triste porque nunca consegui resolver meu problema. Meu casamento grita por ajuda

  17. Elisangela disse:

    Boa Noite Dr Roberto! A suplementação com progesterona sublingual pode ser usada durante todo ciclo? não sendo necessário pausa ao menstruar?

  18. Daniele disse:

    Olá Dr. Qual médico procuro pra tratar a Tmp? Eu estou sofrendo de mais com esses sintomas são enxaqueca,irritabilidade dores no seio e peso nas pernas e me sinto depressiva são sempre duas semanas antes porém as vezes por alguns dias continua. .senti que piorou a tpm depois que engravidei. . Li que pode se tratar com a reposição se é que se chama assim do hormônio da Progesterona e o dr lair ribeiro citou o magnesio. Minha dúvida qual médico trata disso por que meu ginecologista só quer me empurrar anticoncepcional .. Grata!

  19. RENATA disse:

    Dr. Roberto, foi um bálsamo ler seu artigo. Parabéns. Sofro de TPM desde adolescente. Já tentei de tudo e não melhorei. Além de todo sofrimento físico e emocional pelo quadro, ainda tem a incompreensão das pessoas, que não entendem o que passamos. Tomei anticoncepcional por muitos anos para poder ter um pouco de vida normal. Parei há 2 anos para desintoxicar o corpo, pensando em engravidar mais pra frente. Comecei a tentar engravidar há 4 meses. Mas tenho sofrido muito com a TPM. A minha é bem severa. Tenho espinhas, cansaço absurdo, insônia, muita dor nos seios, irritação e choro durante cerca de 15 dias do mês. E ainda tenho muita cólica no primeiro dia do ciclo, que me deixa imprestável. Sinto como se estivesse sobrevivendo, e não vivendo. Tem sido bem difícil, a ponto de pensar em desistir de engravidar e voltar a tomar anticoncepcional. Não consigo estabelecer uma rotina, já que não durmo bem e me sinto cansada. Meu peso tem aumentado. Já cogitei endometriose, mas fiz diversos exames e foi descartado. Já fiz milhares de tratamentos, desde espirituais, meditação, ortomolecular, ansiolítico, etc.. A maioria dos médicos não sabe como lidar com a TPM. As pessoas também não. Muitas vezes me sinto perdida, desesperada. E tudo o que você escreveu fez sentido para mim. Foi a primeira vez que concordei totalmente a respeito da TPM. Gostaria de saber se essa reposição da progesterona pode ser feita com chá de inhame, natural, feito em casa. Muito obrigada por toda atenção.

  20. alcilene disse:

    Olá ! Acho q meu caso seria mesmo o desequilíbrio hormônal. Pós a 12 anos tenho escapes menstrual e já fiz vário exames mas meu útero está “ótimo ” e nenhum médico tentou fazer o uso da progesterona. eu ovulo e dois dias depois começa os escapes aí fico até o dia da menstruação. Já cheguei a menstruar por dois meses e nenhum médico conseguil achar o problema. lendo seu artigo me faz intender q pode ser a baixa produção de progesterona.

  21. Cleia Lourdes Cruz disse:

    Olá, Dr. Roberto Franco do Amaral, quero muito saber, onde se localiza a clínica que o Dr. Atende, já tenho um pouco mais que trinta anos, e os muitos sintomas da TPM, como insônia, fadiga, tristezas e até explosões de raiva… Por esse motivo, quero saber qual o tratamento, mais indicado para mim. Se puder deixar o endereço de sua clínica ficarei imensamente grata.

  22. Marianne Barbosa disse:

    Olá Dr. Roberto, tudo o que leio sobre tpm, em matérias e em sites de outros médicos, está sempre associando os sintomas da tpm a queda do estrogênio e ao aumento da progesterona, inclusive a retenção de líquido desse período sendo sempre associada a presença da progesterona e não à sua falta, mas tudo o que você escreve aqui diz exatamente o contrário, fiquei confusa, por que essa diferença entre os entendimentos?

    • isso só mostra que a maioria nao entende nada de fisiologia hormonal tanto é que acham que os progestogenios dos anticoncepcionais são iguais a progesterona e na verdade tem açôes contrarias – e foi por este motivo que a fabulosa progesterona passou a ter esta má fama. Como um hormonio chamado de PRO GESTERONA ( GESTAÇAO) PODE TER EFEITO ANTI CONCEPCIONAL?

  23. Giovana disse:

    Dr o mirena pode causar este mal?

  24. TT disse:

    Olá Dr!
    Agradeço pelo conteúdo do artigo, foi um dos melhores e mais explicativo que já li até agora (embora eu ainda tenha algumas) principalmente quanto aos anticoncepcionais a base de progesterona.
    Então toda TPM é caracterizada pela baixa progesterona que deveria ser produzida na fase lutea, é isso? Caso seja feita essa suplementação dentro dessa fase específica, não “desregula” as outras fases do ciclo?
    Eu fico muito mal na fase ovulatoria (ou depois da ovulação), meu rosto fica com acne, uma dor no ventre, ondas de calor (o que é estranho pois tenho só 21 anos), o que cheguei a conclusão que me falta estrogenio, até encontrar o seu artigo…

  25. Ana disse:

    Dr Roberto, todo mês após uma semana da minha ovulação começo a ter sangramento de escape que vai até o dia da menstruação. Minha Gineco disse que não é nada pois meus níveis de hormônios, inclusive progesterona estão normais. Você acha que pode ser o que? Nunca tive isso , então não é normal pra mim! Estou tentando engravidar e tenho receio de isso estar atrapalhando.

  26. Patricia disse:

    Boa tarde, gostei muito da matéria do Dr. só uma dúvida quem não pode fazer uso de anticoncepcional, no caso tive problemas de má circulação no lado esquerdo no cérebro depois de 5 anos utilizando anticoncepcional, sofro muito de tpm, pode fazer uso da progesterona natural mesmo com esse histórico de problemas com anticoncepcional? Obrigada

  27. Andreia Rossi disse:

    Ultragestan é natural doutor?

  28. Claudia de oliveira disse:

    Bom dia! Adorei a matéria, quero dizer que sofro demais com palpitaçõesna tpm .

Deixe uma resposta para Wagner Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, string given in /home/robertofrancodoamaral/www/blog/wp-content/plugins/yikes-inc-easy-mailchimp-extender/public/classes/checkbox-integrations.php on line 121